Posts com tag “Ramires

Chelsea tira o Barça da Liga dos Campeões

Com um golaço de Ramires no fim do primeiro tempo, o Chelsea empatou em 2-2 com o Barcelona na tarde de terça-feira no Camp Nou e tirou o time catalão da Liga dos Campeões. No jogo de ida, em Londres, os Blues haviam vencido por 1-0.

Mais uma vez, Messi não conseguiu fazer gol contra o Chelsea. O craque argentino perdeu um pênalti no início do segundo tempo e ainda carimbou a trave a dez minutos do fim.

Tudo começou bem para os locais, que abriram o placar aos 35 minutos com Busquets aproveitando passe do jovem Cuenca. Cinco minutos depois, Terry, o capitão dos Blues, foi expulso merecidamente por uma joelhada nas costas do chileno Alexis Sanchez.

A situação do Chelsea ficou ainda mais desesperadora aos 43, quando Iniesta recebeu passe milimétrico de Messi e tocou no canto esquerdo do goleiro Petr Cech. Àquela altura, ninguém acreditava mais na vitória do clube londrino.

Porém, Ramires devolveu esperança ao Chelsea ao fazer um golaço logo antes do intervalo. Após ótimo lançamento de Lampard, o meia tocou de longe, por cobertura, enganando o goleiro Victor Valdés.

Com o placar de 2-1, o Chelsea estava classificado para sua primeira final de Champions League desde 2008. Mas era preciso segurar o resultado por mais 45 minutos com um homem a menos. Com todo o time do Chelsea recuado, o segundo tempo foi um jogo de ataque-defesa. Nos últimos minutos, coube ao espanhol Fernando Torres, que entrara no lugar de Drogba, enterrar as últimas esperanças do Barça. Em jogada de contra-ataque, o ex-jogador do Atlético de Madri arrancou em velocidade, ficou cara a cara com Valdés e não perdoou: 2-2, placar final.

O adversário do Chelsea na decisão da Champions será definido hoje à tarde, depois do confronto entre Real Madrid e Bayern de Munique no Santiago Bernabéu. No jogo de ida, os bávaros venceram por 2-1.

 

 

Anúncios

Chelsea vence e se garante nas oitavas da Champions

O Chelsea carimbou ontem à noite o passaporte para as oitavas-de-final da Liga dos Campeões ao derrotar o Valencia por 3-0 no Stamford Bridge. Drogba (2) e Ramires (foto) fizeram os gols do Blues, que ainda conseguiram ficar com o primeiro lugar do Grupo E com 11 pontos. O Bayer Leverkusen, que empatou em 1-1 com o Genk na Bélgica, ficou em segundo, com 10. Com oito pontos, o Valencia, 3º, terá que se conformar com a Liga Europa.

O Grupo F ficou indefinido até os últimos minutos da partida entre Borussia Dortmund e Olympique de Marselha, disputada na Alemanha. O time francês perdia por 2-1 até os 85 e estava virtualmente desclassificado, quando Ayew (85) e Valbuena (87) viraram o jogo. Com a vitória, o Olympique passou para 10 pontos, um a mais que o Olympiakos, vencedor do já classificado Arsenal (11 pontos)por 3-1 na Grécia. Com nove pontos, o time grego disputará a Liga Europa.

O suspense também esteve inteiro no Grupo G, que terminou com os cipriotas do Apoel Nicósia em primeiro com nove pontos, e os russos do Zenit em segundo com os mesmos nove pontos. O Porto, com oito, ficou de fora, e disputará a ex-Copa da UEFA. Apesar de sua vitória por 2-0 (Luiz Adriano fez o primeiro gol) sobre o Apoel, o Shakhtar Donetsk e sua legião de jogadores brasileiros terminaram na lanterna, com cinco pontos.

O Grupo H já estava totalmente definido antes da última rodada, com Barcelona em primeiro e Milan em segundo. Ontem, o time italiano abriu 2-0 sobre o Viktoria Plzen com Pato e Robinho, mas os húngaros, que jogavam em casa, chegaram ao empate nos minutos finais e se garantiram na Liga Europa. Já o time B do Barcelona não teve qualquer problema para golear o BATE Borisov por 4-0 no Camp Nou.


Real, Barça, ManU e Inter vencem na Champions

Com exceção do Milan e do Chelsea, que empataram em 1-1 com, respectivamente, BATE Borisov e Racing Genk, todos os candidatos ao título tiveram resultados positivos na quarta rodada da Liga dos Campeões, disputada na terça e na quarta-feira.

No estádio de Gerland, o Real Madrid venceu o Lyon por 2-0 com dois gols de Cristiano Ronaldo (foto) e continua com 100% de aproveitamento no Grupo D. O Ajax, que goleou o Dínamo de Zagreb por 4-0, é o segundo, com sete pontos. O Lyon vem depois, com quatro. Com o resultado, o clube de Madri está garantido nas oitavas-de-final.

Na terça, o Barcelona não tomou conhecimento do Viktoria Plzen, massacrado em casa por 4-0. Messi balançou as redes três vezes, e Fábregas completou. Com 10 pontos ganhos, o atual campeão do torneio já se garantiu na próxima fase e ainda garantiu a classificação do Milan, segundo do Grupo H com oito pontos. Com, respectivamente, um e dois pontos, Viktoria Plzen e BATE Borisov já não têm mais chances de disputar as oitavas-de-final.

No Grupo C, o Manchester United, que derrotou o Otelul Galati por 2-0, divide a liderança com o Benfica, que empatou em 1-1 com o Basel. Os dois times têm oito pontos, e o Basel tem cinco.

Pelo Grupo A, chamado de ‘Grupo da Morte’, o Bayern de Munique derrotou o Napoli por 3-2 com três gols do artilheiro Mario Gomez (foto) e segue na liderança, com 10 pontos. O Manchester City goleou o Villareal por 3-0 na Espanha e se firmou no segundo lugar, com sete pontos. O Napoli tem cinco e o Villareal, zero.

Aos poucos, a Internazionale vem recuperando seu futebol. O time que levou a Champions na temporada 2009/2010 derrotou o Lille por 2-1 em Milão e ampliou sua liderança no Grupo B, com nove pontos. CSKA e Trazbonspor seguem, com cinco pontos cada. O Lille tem apenas dois.

O Apoel Nicósia, maior surpresa desta edição da Champions League até agora, derrotou o Porto por 2-1 e segue na liderança do Grupo G, com oito pontos. Os três gols do jogo foram brasileiros. Aílton abriu o placar de pênalti e Hulk empatou, também de pênalti. Mas o clube cipriota arrancou a vitória no último minuto do tempo regulamentar graças a Gustavo Manduca. Aílton é, aliás, o brasileiro que mais fez gols nesta Liga dos Campeões (quatro na rodada preliminar e três na fase de grupos). O Zenit russo, que venceu o Shakthar Donetsk por 1-0, é o segundo da chave com sete pontos. O Porto vem depois, com quatro, e o Shakthar fecha, com dois.

Pelo Grupo E, o Valencia ganhou do Bayer Leverkusen por 3-1. O brasileiro Jonas (foto), ex-Grêmio, entrou para a história ao marcar o gol mais rápido de todas as edições do torneio, com apenas 11 segundos de bola rolando. O time espanhol é o terceiro colocado com cinco pontos. O Bayer tem seis e o Chelsea, líder, tem oito. Ramires fez o gol dos Blues após boa tabela com Fernando Torres.

Pelo Grupo F, o Arsenal empatou sem gols com o Olympique de Marselha mas segue líder com oito pontos, um a mais que o clube francês. O Borussia Dortmund, que venceu o Olympiakos por 1-0, vem depois, com quatro. O clube grego tem três.


Man U e Barça avançam na Champions

A classificação do Barcelona, que venceu o Shakhtar Dontesk na Ucrânia por 1-0 (gol de Messi, assistência de Daniel Alves), era mais do que esperada. Afinal, os catalães tinham massacrado os ucranianos no jogo de ida no Camp Nou (5-1). O jogo de hoje que ainda tinha algum suspense era o confronto entre Manchester United e Chelsea.

Vencedores do jogo de ida, em Londres, por 1-0, os Red Devils eram favoritos. Confirmaram a condição e ganharam por 2-1, sendo superiores aos Blues durante toda a partida. O técnico italiano Carlo Ancelotti deve estar se mordendo por não ter começado com Drogba no lugar do inoperante Fernando Torres. O marfinense, que entrou no início do segundo tempo, foi, de longe, o melhor de sua equipe, e fez o gol de empate do Chelsea aos 76, seis minutos depois da expulsão do brasileiro Ramires. Recebeu um lançamento longo de Essien, dominou no peito com categoria, invadiu a área  e bateu cruzado, rasteiro, entre as pernas de Van der Sar. A esperança durou exatamente um minuto, já que no lance seguinte o coreano Park fez o segundo do Man U. O primeiro, marcado na etapa inicial, fora obra do mexicano ‘Chicharito’. Mas o melhor Red Devil em campo hoje não foi nenhum dos dois, e sim o incansável veterano Ryan Giggs, 38 anos, que deu as duas assistências para os gols de sua equipe. Profissional há mais ou menos duas décadas, o galês defendeu apenas um clube em toda sua carreira. Já entrou para a história do Manchester United. Vai fazer muita falta quando se aposentar.